ID#102 – Peróxido de Hidrogênio ou de Carbamida?

Tempo de leitura: 3 minutos

Transcrição do vídeo

Pois bem, lá no nosso vídeo anterior falamos sobre a diferença entre peróxido de carbamida e peróxido de hidrogênio e se você ainda não assistiu, vai lá antes assiste e depois volta aqui pois esse é a continuação e vai fazer mais sentido assistir na ordem das coisas. E n vídeo anterior ficou a pergunta: Qual o melhor? Pois é sobre isso que vou falar hoje.

Olá se você está chegando aqui agora e ainda não me conhece eu sou Dulce Simões do Inspirando Dentistas e antes de tudo já quero te convidar a conhecer o nosso site inspirandodentistas.com.br e assinar a nossa lista VIP para começar a receber nossos emails. Depois de assinar passe a abrir esses email pois enviamos muita coisa boa por lá, apenas para os colegas que fazem parte dessa lista. por isso é tão importante você se inscrever. E, se você está vendo pelo YouTube e ainda não está inscrito no canal, faz logo aqui abaixo sua inscrição e marca no sininho para receber a notificação toda vez que postarmos um vídeo novo.

Peróxido de carbamida ou peróxido de hidrogênio? Eis a questão. Na verdade existem algumas questões que podem ser abordadas aqui, dentre elas, e talvez seja a que no meu caso define qual material irei indicar que é a personalização desse procedimento. Como assim? Sempre digo que existem clareamentos para todas as situações e todo tipo de paciente. Eu prefiro por n fatores, na técnica de carepento caseiro indicar o peróxido de carbamida a 

10%. Prezo por mais segurança e menos sensibilidade. Essa é minha opinião. Mas, tenho outras opções que vão ser indicadas de acordo com o perfil daquele paciente que está na minha frente. 

Se é um paciente que se sente incomodado em ficar por pelo menos 4 horas, ou dormir com essas plaquinhas, só nesses casos indico o peróxido de hidrogênio onde o tratamento varia de 30 minutos a duas horas dependendo da concentração. E esse uso será durante o dia. Só nesses casos indico esse tipo de material.

Por que isso? Por que prefere os de menor concentração? Só te digo uma coisa que talvez você nem tenha se atentado para isso: Degradações de peróxido de hidrogênio mais lenta, faz com que tenhamos clareamentos mais efetivos e duradouros.

Mas reafirmando: Acredito que O tipo de gel, concentração e tempo de tratamento deve ser uma decisão do profissional com o paciente, por meio de uma análise de vários aspectos e de um exame clínico adequado.

Se você quer se aprofundar mais ainda no assunto clareamento dental, quer saber tudo isso com mais detalhes e ficar ainda mais afiada ou afiado no assunto, saiba que temos um treinamento online sobre todas as técnicas de clareamento. Se você tiver interesse escreve aqui abaixo que te conto onde pode fazer sua inscrição e já começar a receber.

Gostou desse vídeo? Se te ajudou coloca um like e manda para o coleguinha que você acha que vai gostar. Vamos compartilhar conhecimento, discutir e crescer afinal esse é o propósito do inspirando dentistas. E não deixe de nos acompanhar nas nossas redes sociais, instagram, facebook, podcast e youtube. E saiba que de onde veio esse vídeo tem muito mais.

beijo grande e te vejo no próximo.

 

Deixe seu Comentário