ID#96 – 5 detalhes sobre pinos de fibra de vidro em incisivos inferiores

Tempo de leitura: 3 minutos

Transcrição do vídeo

Para instalação de um pino de fibra de vidro em incisivos inferiores, considerando o diâmetro reduzido do canal; qual a conduta indicada? Preciso obedecer o protocolo de deixar apenas de 3 a 4mm de material obturador no terço apical?

Essas foram as dúvidas da colega Simone Michelon que faz parte de um dos nossos grupos de WhatsApp, e eu vou nesse vídeo te contar 5 detalhes super importantes sobre esse assunto. E esse vídeo é para você Simone. E nada de ficar aí triste pois ele também é para você que está aqui comigo.

Olá eu sou Dulce Simões do Inspirando Dentistas e se está aqui pela primeira vez vai lá no nosso site inspirandodentistas.com.br e assine a nossa lista VIP para começar a receber nossos emails. Se você está vendo pelo YouTube e ainda não está inscrito no canal, faz logo aqui abaixo sua inscrição e marca no sininho para receber a notificação todo domingo quando postarmos o vídeo.

E vamos lá. Vamos falar de pinos de fibra de vidro em incisivos inferiores. Esses dentes realmente não são fáceis, nem para colocar pinos, nem para restaurar. Eu prefiro mil vezes fazer superiores que inferiores, e se são bem estreitos e apinhados a coisa fica de matar. Sim, mas não vamos falar em restaurações vamos falar em pinos.

Esses dentes apresentam algumas dificuldades para colocação de pinos de fibra de vidro. Primeiro apresentam condutos radiculares estreitos, mas não são estreitos em todo seu diâmetro, na grande maioria das vezes esses dentes apresentam um achatamento radicular mésio-distal. Então primeiro detalhe: Cuidado quando for desobstruir esses condutos para não incorrer em perfurações exatamente por conta desse achatamento.

Segundo detalhe: Jamais afine um pino para que ele se adapte dentro do canal. Jamais em tempo algum. Ah! E por que não posso fazer isso? Por que não posso ir desgastando o pino para que se adapte? Os pinos de fibra de vidro nada mais são do que uma matriz resinosa que engloba fibras de reforço, no caso fibras de vidro, que estão dispostas de forma longitudinal a forma dos pinos. Os pinos estão nesse sentido e as fibras de vidro também estão nesse sentindo e lembrando, estão envoltas em resina. Se você vai afinar seu pino para que caiba no conduto você vai estar possivelmente expondo essas fibras de vidro e assim enfraquecendo essa estrutura. O corte só pode ser feito de perpendicular à direção das fibras. Pino não é lápis para a gente estar apontando… Se ligue

Mas os condutos são estreitos o que faço? Detalhe três, escolhas pinos bem finos como os pinos 0,5. Por exemplo a FGM tem os pinos WhitePost DC e DC quer dizer dupla conicidade, mais fino na área correspondente a área apical e a de maior diâmetro correspondente a área cervical.

Escolhi um pino fino mas ficou dançando no conduto o que faço? Detalhe 4: Faça a reanatomização desse pino. Se não sabe como fazer aqui no nosso canal tem dois vídeos sobre esse tema inclusive mostrando o passo a passo.

Detalhe 5: Para pinos de fibra de vidro você não precisa seguir as regras estabelecidas para núcleos metálicos fundidos de deixar em torno de 3 a 4 mm de guta no ápice radicular. Com os pinos de fibra de vidra você vai fazer técnica adesiva e quanto mais profundo no conduto pior a adesividade. Vá até a metade do conduto e já vai estar muito bom.

Gostou desse vídeo? Se te ajudou coloca um like e manda para o coleguinha que você acha que vai gostar. Vamos compartilhar conhecimento, discutir e crescer afinal esse é o propósito do inspirando dentistas. E não deixe de nos acompanhar nas nossas redes sociais, instagram, facebook, podcast e youtube. E saiba que de onde veio esse vídeo tem muito mais.

Beijo grande e te vejo no próximo.

Deixe seu Comentário