ID#45 – Adesivo x Cimentos Resinosos

Tempo de leitura: 1 minuto

Transcrição do vídeo

Olá, eu sou Dulce, Dulce Simões do Inspirando Dentistas e já vou te avisando que esse vídeo é a continuação do anterior e se você ainda não assistiu, pare agora, vai lá, assista e depois volta pra cá. No vídeo anterior eu falei sobre, na minha opinião, claro, quais cimentos eu prefiro para cimentar pinos e nesse vou te responder porque você não deve empregar sistemas adesivos simplificados com cimentos duais ou quimicamente ativados. 
Então vamos lá. Primeiro esclarecendo quem são os simplificados: Os convencionais de 2 passos, exemplos? Singlebond, Ambar, Prime e Bond, a grande maioria hoje no nosso mercado, e os autocondicionantes de passo único, aqueles de um frasco só e aqui lembrando que esses embora venham em um frasco não são os universais, Os universais vem escrito universais. Pois bem, Os cimentos duais bem como os cimentos quimicamente ativados precisam ter substâncias que iniciam o processo de polimerização e as substâncias  responsáveis por isso são as aminas terciárias que não reagem bem no meio ácido. Pois você sabia que os adesivos simplificados são ácidos? Pois são. E o que acontece é que parece que esse meio ácido segura a reação de polimerização impedindo que isso aconteça de forma eficiente. Não se engane, embora alguns fabricantes digam que isso é possível, eles sabem que não é possível. Lógico que o cimento vai endurecer, mas endurecer não quer dizer que teve uma boa polimerização e quanto menos eficiente for essa reação pior será o seu material, ficando mais solúvel e menos resistente. Então se vai usar um cimento dual, ou quimicamente ativado escolha um adesivo convencional de 3 passos, um autocondicionante de 2 passos ou um universal combinando sempre cimento e adesivos do mesmo fabricante. Fica a dica. Bj grande e vejo você no próximo vídeo.

Deixe seu Comentário