SOU TODO OUVIDOS….

SOU TODO OUVIDOS….

Tempo de leitura: 1 minuto

Será que todos pacientes adoram conversar ou são apenas os meus? Será que é porque falo demais e eles embarcam no meu ritmo? Fico pensando, e acho que deve ser isso mesmo, pois passam a se achar íntimos, dando “pitacos” e fazendo considerações. Adoram também contar suas histórias, seus problemas e algumas vezes até suas intimidades e segredos. Já vivi situações diversas, desde paciente que diz que “hoje não quero tratar os dentes, estou precisando conversar”, até aquela que um dia me pediu para conversar extra consultório pois estava passando por um momento difícil e não tinha a quem confidenciar, precisava de conselhos. Fico imaginando como alguém pode querer conversar e pedir conselhos ao seu dentista e como deve ser a vida  dessas pessoas. Acho que passa pela falta de atenção genuína de umas pelas outras, ou pela frugalidade das relações, dos distanciamentos afetivos e da solidão em meio a multidão. Já pensei até em fazer psicologia para, quem sabe, ouvir melhor… Talvez o dentista tenha que abranger muitas habilidades que não apenas a manual. Acho que quando deitamos a cadeira e o paciente fica a olhar para o teto, fazendo divagações e um pouco em silêncio forçado, ele entra em contato consigo e pensa que está em um divã! E aí, haja confidências. Viva a nós, profissionais multiuso, tantas vezes conselheiros, confidentes, orientadores sentimentais e, às vezes, DENTISTAS!!!

Deixe seu Comentário